Blog

Fertimacro & Você: construindo fertilidade do solo.

Rela��o C�lcio Magn�sio A Origem da Pol�mica
05
08

Relação Cálcio Magnésio – Importância para Produtividade

RELAÇÃO CÁLCIO MAGNÉSIO E QUANDO PENSAR NELA?

A impressão que temos conversando com agricultores é que atualmente a relação Ca/Mg no solo é considerada para muitos como a mais determinante para produtividades das culturas comerciais. Em busca da relação ideal o mercado agrícola está procurando de uma forma insensata a substituir por completo calcários dolomíticos pelos produtos com alta relação Ca/Mg e nesta busca esquecem que outros fatores são mais importantes que esta relação.

Qual é o nível de importância da relação Cálcio Magnésio para produtividade?

Já vimos no artigo sobre as pesquisas atuais sobre impacto da relação cálcio magnésio para produtividade que não existe relação estreita entre esta relação e a produtividade da maioria das culturas comerciais no Brasil. Nos solos tropicais brasileiros antes de pensar em relação Ca/Mg devemos nos preocupar em primeiro lugar com outras características de solos que possuem maior impacto para produtividade.

Quais são estes outros fatores? Seriam acidez total, acidez trocável de solo, alumínio toxico, saturação por bases e V%. Isso parece óbvio, mas o que vemos na prática, são agricultores que procuram acertar a relação de Ca/Mg nos solos com m% acima de 20, V% abaixo de 30% e pH do solo de 4,5. Não existe mágica na agricultura. A relação Ca/Mg pode ser importante para algumas situações, mas ela sozinha não salvará a lavoura, se todos os outros parâmetros de solo estiverem longe dos seus valores aceitáveis.

Além disso, não devemos nunca esquecer que corretivos e condicionadores de solos além de corrigir pH, subir saturação por bases e eliminar o efeito tóxico de alumínio, devem fornecer cálcio e magnésio em quantidade suficiente na solução do solo para garantir o fornecimento destes nutrientes pelo fluxo de massa para plantas. O fornecimento de cálcio e magnésio como nutrientes para planta torna-se uma preocupação quando trabalhamos com solos de CTC baixa (como exemplificamos neste artigo) ou quando as concentrações de magnésio e cálcio na solução de solo não são suficientes para garantir o seu fornecimento para planta através do fluxo de massa.

Portanto, para pensar em otimizar a relação Ca/Mg, o solo já deve possuir as condições excelentes para bom desenvolvimento da maioria das culturas. A tabela abaixo mostra resumo destas condições, ressaltando que poderão existir pequenas variáveis nestes números dependendo da cultura, clima e solo.

Resumindo, relação Ca/Mg não é determinante para garantir a produtividade das culturas. Devemos em primeiro lugar pensar em garantir condições intimas para desenvolvimento da maioria das culturas na seguinte sequência:

  • Eliminar a toxidez de alumínio (Veja eficiência do Fertimacro para reduzir saturação por alumínio);
  • Garantir concentração de magnésio na solução de solo suficiente para nutrição das plantas;
  • Garantir concentração de cálcio na solução de solo suficiente para nutrição das plantas;
  • Aumentar o pH do solo para 6 a 6,5;
  • Garantir V% acima de 50%.

Somente aplicadas atender todas estas condições podemos pensar na relação Ca:Mg.